sábado, 22 de novembro de 2008



Perfeição… Perfeito, perfeita…. Palavras que ecoam na minha mente. Um mandamento espiritual que não posso esquecer.
Uma guerra entre o mundo imperfeito e o espírito perfeito.
Será que já é tudo perfeito?
A corrupção da minha mente debilita a minha visão do que é perfeito.
O mundo já É perfeito!! Consigo vê-lo quando liberto a mente e ela corre desvairada, tal um cão preso a uma corrente.
Corre e eu liberto-me. Alívio!
Agora sim, consigo ver a perfeição do mundo e não o mundo perfeito! Sorriu em evidência.
Mas a corrente chegou ao fim. Apanha a mente desprevenida e fá-la voltar ao seu lugar.
Eu grito. Eu choro. Eu imploro e a mente responde: “Mas és tu que me tens prisioneira!”
Vejo que a minha mente é, afinal, tão minha prisioneira como eu dela. Entro em estado de choque.
Como é possível?? Eu não a quero prender. Não a quero, ponto!
De corpo imobilizado e de olhos fixos na mente recordo-me que a mente mente.
Ela está a brincar comigo. Ah sim! A brincar… consigo ouvi-la a rir-se.
Caí na ratoeira, mais uma vez.
O mundo é, na realidade, perfeito. A mente tenta iludir-me do contrário.
Morte à mente!

2 comentários:

Lisa disse...

"Um mundo perfeito num mundo imperfeito.
Esta pergunta leva-me para longe para o fundo do mistério.
Mistura de doçura, fúria de uma mulher ..
Viagens entre os sonhos.
É o encantamento que todos nós estamos comprometidos e que transparece aqui no desvio da tua escrita e que me levou para um momento romântico e triste ..Entrei neste teu mundo alguns segundos, minutos, onde vi reinar essências do teu mundo e do teu medo. "
E é com uma onde de ternura que te deixo a minha marca para te dizer que adorei o teu texto..
Beijos fofos desta tua irmã que te adora
Elisa

Paulo disse...

MORTE A ELA, MATA A GAJA...;) KOOL